Menu

NOVO BARREIRO – Reunião da Amzop tratou do parcelamento das dívidas com os fundos

Mesmo sendo feriado, boa parte dos prefeitos que pertence à Amzop- Associação dos Municípios da Zona da Produção, esteve reunida na tarde de quinta-feira, 7 de setembro.

O ato ocorreu nas dependências da Câmara de Vereadores de Novo Barreiro contou também com a presença do presidente da Famurs Salmo Dias de Oliveira, que esteve ladeado por alguns assessores, os quais auxiliaram nas discussões relativas ao parcelamento de dívidas existentes nos municípios com os Fundos de Previdência dos Servidores Públicos, os passivos atuariais e a reforma da previdência.

Concomitante a isso, a ida dos gestores também foi uma forma de prestigiar o Município de Novo Barreiro, que naquela mesma tarde estava abrindo oficialmente mais uma edição da Feimate, feira que busca fomentar o comércio e a indústria, bem como proporcionar entretenimento à comunidade local e regional.

Relativamente ao principal tema que foi discutido naquela tarde, que são as dívidas que afligem alguns prefeitos, tanto o presidente quanto o advogado da Famurs, elencaram diversos aspectos e quais as alternativas que poderiam ser tomadas no sentido de possibilitar que os atuais gestores fiquem adimplentes frente a uma dívida que herdaram, sem que para isso seja preciso inviabilizar as ações dos seus governos.

Em meio às discussões alguns prefeitos fizeram questão de relatar qual a realidade a que estão submetidos, indicando que a seguir esse panorama, daqui a alguns anos a arrecadação mal dará para pagar a folha de servidores.

Ficou clara a necessidade de que se ampliem as parcelas para o pagamento das dívidas junto aos fundos, mas que também ocorram mudanças no sistema de aposentadoria dos servidores públicos municipais, pois há risco de que num futuro as prefeituras tenham mais servidores aposentados do que na ativa.

Os prefeitos aproveitaram para buscar saber qual o melhor para as prefeituras no que diz respeito ao sistema de previdência dos servidores, se pelo Regime Geral de Previdência Social(INSS), ou pelo regime próprio, que é aquele regido nos municípios.

O presidente Salmo anunciou que está sendo composta uma comissão, formada por representantes do Tribunal de Contas do Estado, Conselho Fazendário, Atuários, Prefeitos e a Famurs, com o intuito de realizar um estudo quanto ao assunto parcelamento. Também será elaborada uma cartilha, que será enviada aos municípios.

A mesa que coordenou os trabalhos contou com a presença do prefeito Tito, que foi o anfitrião, presidente da Amzop Ezequiel Pasquetti, presidente da Famurs Salmo Dias de Oliveira, a presidente do Legislativo de Novo Barreiro e o presidente da Feimate.

 

No comments

Deixe uma resposta

Quero receber as notícias em primeira mão.